sábado, 30 de março de 2013

Um Caso Real



A Caça (Jagten, 2012) chamou-me a atenção para um actor dinamarquês, Mads Mikkelsen, já aqui escrevi há pouco tempo.
Vi hoje mais um filme com este grande actor: Um Caso Real (En kongelig affære, 2012) é um filme de época passado na corte dinamarquesa no século XVIII. Conta a história real do humanista Johann Struensee, médico alemão (na altura a distinção entre os países não era bem esta) que se torna médico pessoal do rei da Dinamarca, o louco Cristiano VII, que se envolve com a mulher deste, Caroline Mathilde, e que juntos abriram caminho para um conjunto de reformas que viriam a marcar aquilo por que a Dinamarca, e os países nórdicos em geral, são hoje (re)conhecidos.
No século das luzes, o Iluminismo tornou-se no mais acérrimo opositor ao pensamento agrilhoado perpetuado pela Religião ao longo de muitos séculos na Europa. Johann Struensee é um homem da Ciência e um humanista, que vê na sua aproximação à corte e ao centro de decisão uma oportunidade quase “natural” de empreender reformas que colocam o indivíduo como o objecto máximo de respeito. Mas a “liberdade de pensamento” tem custos… o conflito social com as classes estabelecidas, a separação entre favores e amizade, a forma de lidar com a liberdade de opinião de um povo eternamente enganado, a dualidade entre a abertura ao amor e a lealdade para com os princípios, … tudo isto trará consequências.
Mas há momentos em que as consequências não podem ser avaliadas pelo seu imediatismo e sim à luz da história.

Membro do Clero: O Rei está arruinar o país!
Struensee: O Rei? Ou alguém que acredita que a Terra foi criada em seis dias?

Um Caso Real coloca muito bem o conflito em torno dos limites que as diferentes instituições pretendem impor ao pensamento colectivo e à evolução das mentalidades: a Igreja, a Nobreza, oo Oportunistas, … todos eles contribuem para que “tudo fique como dantes”. O Rei Cristiano VII não é mais do que um fantoche no meio de uma questão que o ultrapassa e que a sua loucura não lhe permite discernir.
Possuidor de uma beleza fascinante, onde as imagens são o espelho da abertura de pensamento que o filme retrata, numa das mais importantes épocas da história da Europa, no que respeita àquilo que hoje entendemos como “Liberdade” no seu sentido mais lato, Um Caso Real é um verdadeiro filme europeu, dinamarquês e filmado em grande parte na República Checa, mas com os meios e a técnica dignos de “juntar as pontas” para construir uma obra comercial q.b. com uma qualidade superior.

Sem comentários:

Marraquexe (parte 2/2)

Dia III Hoje, pela primeira vez escrevo o relato da viagem de uma só vez, à noite, já que o dia foi diferente não tendo libertado parte...